[Objeto Sexual - Jessica Valenti]

Objeto Sexual - Jessica Valenti

Oi meus contos, tudo bem?!

Hoje trago uma resenha que foi um pouco difícil fazer, pois este livro mexeu comigo de uma forma que nunca saberei explicar, Jessica Valenti sem duvida nenhuma consegue relatar sobre um assunto muito ignorado que a sociedade deveria dar mais valor.

Antes da resenha, venham conhecer um pouquinho sobre a escritora.

Objeto Sexual - Jessica Valenti

"Mãe, esposa, escritora e fe­minista, Jessica Valenti tem muita coisa para contar. Em sua autobiografia, Objeto Sexual– Memórias de uma feminista, recen­temente lançada no Brasil pela Cul­trix, selo da Editoria Pensamento, ela traz um relato sincero sobre os momentos dolorosos, traumatizan­tes, às vezes engraçados e outros até ilegais, que moldaram sua adoles­cência e a idade adulta vivendo em Nova York.

Além do sucesso como auto­ra, com cinco livros publicados, ela também assina uma coluna sema­nal na versão norte-americana do jornal The Guardian. Ao criar o blog Feministing em 2004, Valenti pas­sou a ser referência no tema e tam­bém foi uma das líderes em seu país na conversa sobre gênero e política."

- Site DM

 

RESENHA:

Objeto Sexual - Jessica Valenti

 

“Se estava fadada a ser um objeto sexual, eu seria o melhor objeto sexual possível. Mais de vinte anos depois, ainda me sinto doente. Ainda não consigo dormir. Mas pelo menos agora eu entendo o porquê.”

Quem já saiu na rua e foi abordada por caras idiotas ou ate mesmo caras mais velhos que em questões de segundos, se acharam no direito de mexer ou jogar aquelas cantadas indecentes?! Ou quando eles pedem desculpas e dizem que foi “sem querer” o esbarram que deram em nossas bundas ou em nossos peitos, mas quando estão a alguns minutos de distancia nos olham com aquelas expressões mais cínicas e dão uma risadinha, isso mata de raiva ne?

Engraçado que em uma das minhas pesquisas recente, encontrei que 70% das mulheres do mundo, sofrem algum tipo de violência no decorrer de sua vida e com o livro “Objeto Sexual – Memórias de uma Feminista” vemos claramente o reflexo da sociedade em que vivemos e que infelizmente nos mulheres somos obrigadas a agüentar e sofrer calada todos os dias.

O livro mais se parece com um diário, onde a leitura acaba fluindo de uma forma bem gostosa e quando a gente acaba percebendo já estamos na metade, Jessica vai nos contar sobre alguns fatos que aconteceu em sua vida e a marcaram completamente. O livro é repartido em três partes e em cada uma somos apresentados a diversos casos. Na primeira parte do livro somos levados a infância e adolescência de Jessica e o que me deixou bem assustada foi o fato de tão novinha já passar por situações bem constrangedoras, a primeira situação que me deixou assustada foi quando aos 12 anos ela estava em um metrô na cidade de Nova York e um homem mostrou seu pênis, sim, simplesmente do nada, ele a mostrou e isso acabou desenvolvendo vários traumas naquela época.

“Viver em um lugar no qual não se prevê sua segurança significa caminhar em permanente estado dissociativo. Você vê as coisas acontecerem com você, depara com elas no metrô, na rua e na televisão, ouve-as em músicas, e elas estão à sua volta como o ar que você respira, por isso guarda horror para si mesma, porque lutar contra seria autodestruição.”

No decorrer do livro somos apresentados a diversos casos que são capazes de mexer com o psicológico do leitor, Jessica conta sobre professores, ex namorados, ficantes que já a assediaram e que na época ela sentia que aquilo era errado, mas achava que poderia ser algo normal. Só depois de um tempo quando cresceu e finalmente amadureceu ela soube distinguir as situações e viu que aquilo não tinha nada de normal e começou a agir.

Jessica vai nos mostrar que é necessário expor casos de abusos e que isso não é uma “bobagem” ou um “caso idiota” como algumas pessoas vêem, isso é um assunto sério que acontece todos os dias e que deixam pessoas traumatizadas. Não podemos simplesmente ignorar assuntos e diversos casos que acontece pelo mundo como se fosse apenas algo normal.

Eu diria que de todos os livros que li ate hoje, “Objeto Sexual” me fez abrir mais a mente para casos que ocorre todos os dias, casos que às vezes nos passa despercebidos e que não damos muita importância, Jessica nos mostra que a realidade é cruel, mas não podemos simplesmente calar diante disso disto.

Um livro com uma diagramação impecável e uma historia fantástica, vale a pena conhecer as memórias de uma feminista que continua lutando muito, para poder viver em um mundo melhor e mais justo.

Objeto Sexual - Jessica Valenti

Páginas: 232 / Editora: Cultrix

SINOPSE:

Nesta sincera autobiografia, Jessica Valenti, uma das feministas mais proeminentes da atualidade, explora o preço que o machismo cobra na vida das mulheres. Dos assédios em transportes públicos e o medo do sucesso ao despertar sexual e a maternidade, "Objeto Sexual" revela os momentos dolorosos, constrangedores, e às vezes “fora da lei”, que moldaram o período da adolescência e de jovem adulta de Valenti na cidade de Nova York. Visceral e emocionante, "Objeto Sexual" não apenas conta as histórias vividas pela autora, mas reproduz as que se repetem todos os dias, na vida de milhões de mulheres objetificadas ao redor do mundo.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Objeto Sexual - Jessica Valenti

Enviando Comentário Fechar :/