[Um milênio para o amanhecer - ANNE VENDITTI]

Um milênio para o amanhecer - ANNE VENDITTI

“O mundo me trouxe pra cá sabe? Você me trouxe pra cá. Todos vocês e suas certezas. Vocês e seus hábitos tão arraigados. Sua crueldade e egos frágeis disfarçados de gentileza e humanidade. Os livros que vocês escreveram como verdades absolutas. Os andaimes frouxos que vocês construíram para caminharmos. Vocês. Tudo isso. Todo este espetáculo sem platéia."

Oi meus contos, tudo bom com vocês?

Hoje trago a resenha do livro “Um milênio para amanhecer” da nossa parceira Anne Venditti. Eu tentei resumir ao máximo e não dar spoilers, pois sei que vocês não gostam, espero que aproveitem e venham conhecer essa obra maravilhosa.

No começo do livro, conhecemos um pouco da família de Eliot Lewis um magnata que se acha dono do mundo, ele acabou conhecendo Laura em um hospital psiquiátrico, mas nunca imaginou que naquele momento uma espécie de amor iria nascer entre eles. Por incrível que pareça, por mas que Laura tivesse suas crises e problemas mentais, Eliot sempre estava ali do lado dela e daquele amor acabou nascendo Jaak e logo depois o pequeno Ludwig.

Logo em seguida somos apresentados as famílias DeMoore e Mezzi, duas famílias completamente diferentes uma da outra, mas com destinos completamente traçados, que no decorrer da historia vocês vão entender melhor.  Começamos entender a historia e literalmente sofrer quando Dr.Adamns vai se despedir de seu afilhado, chamado Marvin DeMoore. Marvin é filho de Grazielle DeMoore uma prostituta que não se importa muito com a vida que leva e infelizmente, acaba fazendo o seu filho participar e ter traumas que vão ser levados para o resto de sua vida.

Na despedida o tio acaba descobrindo que seu pequeno afilhado estava sendo o tempo todo abusado por McMegory, um homem cruel que sua mãe mantinha uma relação, esse cara é tão cretino que se aproveitava de Marvin e o ameaçava se caso ele fizesse algo. A única pessoa que Marvin tinha era Clara, aquela garotinha que estava do lado dele pra tudo, a ligação que eles tinham era algo que somente eles sabiam e sentiam. A despedida foi dolorosa e cruel, o tio não acreditava que aquilo estava acontecendo, chegou a enfrentar Grazielle, mas ela simplesmente não se importou, apenas seguiu em frente levando Marvin para bem longe.

“O tio McMegory diz “tesão” para mim o tempo todo. Ele é da policia, sabia? Ele vai em casa sempre. Ele abraça muito a mamãe, fala “tesão”, cochicha e eles sobem para o quarto dela”.

Os anos se passaram e nosso personagem principal “Marvin” cresceu, se tornando um belo rapaz. Junto com o seu crescimento, o rancor e a vontade de fazer vingança se aflorou "...aquela raiva onisciente, como uma biógrafa que o perseguia". Ele então se dedicou aos estudos, começou a cursar “Direito” pra entender melhor as leis e ficar por dentro de tudo ao seu redor.  Decidiu também voltar aonde tudo começou e enfrentar seu pior pesadelo “McMegory”. Marvin foi corajoso e fez com que McMegory o ensinasse tudo que ele aprendeu na academia de policia e como fuzileiro naval, o traste simplesmente o ensinou, mas pegou bastante pesado, no final das contas ele acabou criando um mostro.

Lembram da Laura? Que eu citei bem no começo? Sua filha Jaak acabou crescendo se tornando uma moça linda, mas Eliot não deixava sua filha “aproveitar a vida”, ficava apenas presa em casa e ajudava a cuidar de sua mãe, mas depois que Laura morreu de uma forma bem cruel, a vida da família Lewis mudou completamente, Jaak acabou se tornando mas rebelde e devido “as drogas” que ela usava escondido, sua cabecinha às vezes não funcionava muito bem, ao descobrir que o pai estava doente as coisas acabaram piorando. Teria Jaak os mesmos problemas mentais de sua mãe?! Ou ela não era um perigo pra sociedade?! Após a morte de sua mãe, ela simplesmente cansou daquela vida e resolver fugir com seu irmãozinho Ludwig, para bem longe daquela família.

Marvin acaba entrando para a polícia, apesar de nunca conseguir de fato sentir-se e agir como um policial, não importando-se com as conseqüências de ações e dando pouca importancia pro seu cargo, imagina trabalhar e ter como chefe o cara que te molestou a infância toda?  Imagina olhar pra cara desse vagabundo e simplesmente tentar se controlar? Marvin vivia dessa forma, mas ele não tinha medo de McMegory ele o enfrentava sempre e tentava o máximo, não abaixar a cabeça.

"A morte é coisa muito humana para acontecer ao senhor".

Certo dia em um dos seus passeios, Eric acaba parando Marvin no meio do caminho e pergunta ao afilhado se ele conhece a jovem garota que estava segurando um bebê e conversando com o seu filho Kelvin, Marvin ficou sem entender, pois não conhecia aquela garota, já Eric estava com medo de ter um neto e pediu para Marvin investigar. Naquele momento mal sabia Marvin que Jaak iria entrar no seu caminho. Sim, a filha fugitiva do magnata inventou um novo nome e acabou fugindo, sendo logo amparada pela família Mezzi, mas ao conhecer Marvin as coisas mudaram e a jovem mimada acabou indo ficar na casa dele por um tempo.

Como o mundo da voltas e Marvin não têm nada de bobo, depois de um tempo ele acabou descobrindo a verdadeira historia sobre Jaak, mas naquele momento ele sabia que estava apaixonado por ela e que iria enfrentar tudo e todos. Marvin não sabia o que era ter limites e acabou enfrentando o magnata Lewis, mas qual foi à reação do magnata? As coisas poderiam piorar ou melhorar para o lado de Marvin?

Eu confesso a vocês que esse livro me prendeu do começo ao fim, quando o recebi mal imaginava que a historia seria eletrizante, me senti o tempo todo em um filme, no qual eu tinha medo e ao mesmo tempo ansiedade para terminar. A Anne soube contar a historia de uma forma que o leitor participasse e entendesse melhor cada um dos personagens, a gente fica por dentro de cada uma das famílias e de como elas são. Conhecemos também personagens importantes que no final vão dar um desfecho marcante pra historia. Marvin é um garoto que passou por poucas e boas, a forma que foi criado deixou ele com traumas, que o personagem mostra no decorrer da historia, ele vai te fazer raiva, te fazer chorar, mas em alguns momentos a única coisa que vocês vão sentir é vontade de cuidar dele, a forma que acompanhamos o amadurecimento de Marvin nos faz refletir um pouco sobre a vida. Não posso esquecer-me de citar sobre Jaak, essa personagem que me fez sentir dó e ao mesmo tempo vontade de matar, juro que ela é uma personagem que faz a cabeça do leitor, manipuladora e fria, Jaak consegue ser uma pessoa sombria e ao mesmo tempo misteriosa.

"Me ajude, Marvin. Prenda o meu pai."

Vocês vão conhecer Clara melhor, ela ainda continua sendo o braço direito de Marvin e é bem evidente que os dois foram feitos um pro outro, temos o Kelvin, Anna, o Sr.Adams e o Durvall (melhor personagem), alias são tantos personagens que fica difícil comentar sobre cada um, mas só posso dizer que a Anne arrasou na criação deles, impossível não gostar. No decorrer da historia vocês vão sofrer com algumas mortes, em alguns momentos atitudes de personagens vão fazer vocês ficarem em choque, mas ao mesmo tempo é impossível desgrudar desse livro, em cada pagina uma revelação e surpresa é feita, eu só posso dizer que o final sem duvida nenhuma é triunfante, Anne conseguiu realmente fechar e fazer esse livro com chave de ouro, eu sou muito suspeita pra falar, mas sem duvida nenhuma se tornou meu livro preferido.

Sobre a diagramação eu não tenho o que reclamar, a capa é bem diferente, o que a torna especial. O nome do livro vocês vão entender o motivo bem no final, pude encontrar algumas "gralhas" no decorrer da leitura mas nada que a tenha comprometido.

Recomendo esse livro para pessoas que gostam de um bom romance policial, fazia tempos que não me sentia tão presa a uma historia assim, sobre o final acho que vão ficar super satisfeitos, eu apenas aviso que fiquei com um gostinho de quero mais. Já vou avisar que o Marvin é meu haha

Anne muito obrigada pela parceria e por ter me dado a oportunidade de conhecer seu livro, saiba que pode contar com a gente sempre, você vai longe com seu talento. Obrigada por tudo.

 Conheça nossa parceira em suas redes socias e adquire o seu livro no site da editora: 

COMPRAR / FACEBOOK / INSTAGRAM

SINOPSE:

 

Marvin DeMoore foi levado à Califórnia por seu padrinho aos 2 anos de idade e levado de volta à Inglaterra aos 5, sob circunstâncias desconhecidas. Filho de uma prostituta inglesa, é um homem de personalidade instável, ateu, amante de Shakespeare e pintura. Retorna à Califórnia aos 18 anos, atrás do chefe de polícia McMegory, cliente de sua mãe, que o molestou do 5 aos 15 anos, com quem começa a trabalhar depois de adulto, gerando suspeitas. Na virada do milênio, vê-se engolido por suspeitas de autoria de uma série de crimes que aparentemente não cometeu, os quais têm início após conhecer Jaak Jean, filha do magnata Eliot Lewis, dono da empresa de tecnologia Microtec. Tendo paralelamente ao cargo de investigador de polícia um trabalho sobre o qual ninguém sabe de muita coisa, precisa manter a polícia longe de seu encalço a fim de preservar o segredo sobre suas atividades sigilosas, enquanto tenta administrar sua obsessão pela argentina Clara Pellegrini, sua amiga de infância.

 

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Um milênio para o amanhecer - ANNE VENDITTI

Enviando Comentário Fechar :/