[ Sorte ou Azar? - É tudo uma questão de ponto de vista - Filipe Salomão ]

Sorte ou Azar? - É tudo uma questão de ponto de vista - Filipe Salomão

"A escolha mais correta, às vezes, é aceitar os erros, e aceitar que a vida é uma merda, parar de se preocupar e apenas se aliar à felicidade"

Oi meus contos, tudo bem com vocês?!

A resenha de hoje é do livro “Sorte ou Azar? - É tudo uma questão de ponto de vista” do escritor Filipe Salomão. Confesso a vocês que esse livro foi uma caixinha de surpresas e espero que gostem de conhecer esta obra.

Neste livro iremos conhecer Pedro, um garoto que cresceu em um ambiente péssimo no qual vivenciou varias situações constrangedoras, ele foi fruto de uma relação entre dois adolescentes e conforme foi crescendo, sempre escutava que “as coisas nunca deram certo na família por causa de seu nascimento”.

Quando tinha apenas 11 anos o seu pai morreu e houve boatos que ele foi assassinado por uma prostituta. Pedro então passou a conviver com sua mãe.  Tirando esses fatos que acontecia em sua vida, Pedro tinha uma amizade na escola, uma amizade com um garoto “bem de vida” e essa amizade é bem complicada, pois apesar de Pedro achar ela ótima, percebemos no decorrer da leitura que é uma amizade muito tóxica.

"Nos lares privilegiados, só havia humor. No meu, só havia o humor ácido"

Conforme a leitura vai se desenvolvendo acompanhamos o crescimento e o amadurecimento dos personagens, varias situações e experiências estão por vim e já aviso a vocês, a vida de Pedro é realmente uma montanha russa.

Quem vê a capa do livro imagina uma historia fofa e repleta de clichês, mas já fiquem cientes de “quem vê a cara, não vê o coração”, este livro é bem realista e vai abordar assuntos que a sociedade finge em não enxergar, “Sorte ou Azar?” é um livro que tem vários palavrões e que também possui palavras de baixo calão e que muitas vezes estão repleto de cunho sexual. Então se vocês não curtem esses estilos é melhor não passar nem perto, porque a vida de Pedro nunca foi um mar de rosas e desde pequeno ele teve que se virar.

Com uma pitada de humor acido o leitor acaba vivenciando a historia junto com o personagem e isso torna a leitura muito interessante, pois a cada capitulo ficamos ainda mais presos na historia. Viver a vida de Pedro é uma loucura, em diversas vezes senti vontade de bater nele e em outras fiquei bastante constrangida, mas respirei fundo e prossegui com a leitura.

"No fim, se ninguém te comeu em vida, a terra irá comer, em algum momento"

O final do livro foi realmente surpreendente pra mim, pois nunca imaginava que poderia acontecer aquilo, então fui totalmente pega de surpresa, mas confesso que acabei gostando disso. O Filipe soube como desenvolver a historia, criou personagens com personalidades totalmente diferentes e mostrou pra o leitor uma historia sem papas na língua.

No final das contas Pedro vai passar por tudo, diversas vezes sua vida será como em uma montanha russa, ele vai chorar e sorrir, levantar e cair e nos mostrar como o ser humano pode ser a coisa mais ridícula desse mundo. Esse é um livro real que vai nos mostrar tudo que não estamos acostumados a ler em outros livros. Preparem se, esse livro vai mexer com vocês.

Sorte, sorte é você está vivo. Azar, azar é você não saber viver!

Eu poderia passar horas dizendo pontos positivos e negativos do livro, mas tenho certeza que vocês odeiam spoilers, e pra ser bem sincera esse é um livro que cada pessoa deveria conhecer e se surpreender sozinho, assim como aconteceu comigo. Quando iniciei a leitura minhas expectativas eram bem poucas, pois tenho muita dificuldade em ler “livro em PDF’s” e no decorrer da historia me deparei com uma leitura totalmente nova e que valeu cada pagina.

Filipe, saiba que você ainda vai muito longe e espero ter a oportunidade de conhecer outras obras suas.

 


Autor: Filipe Salomão / Páginas: 302 / Editora: Chiado Editora

Sinopse:

Esse livro não irá te emocionar, não irá fazer você refletir, não irá te surpreender. Sorte, sorte é você ter um bom livro numa tarde chuvosa para ler. Azar, azar é ser esse o livro. Pedro não tinha sorte, não nasceu em uma família de sorte, não tinha bons amigos, não tinha um bom emprego. Pedro não merecia nada de bom. Sorte, sorte é ter um exemplo dentro de casa. Azar, azar é seguir o exemplo errado. Sorte , sorte é você fazer algo impulsivamente. Azar, azar é você se arrepender disso.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Sorte ou Azar? - É tudo uma questão de ponto de vista - Filipe Salomão

Enviando Comentário Fechar :/