[Razão e Sensibilidade - Jane Austen]

Razão e Sensibilidade - Jane Austen

"Tinha um excelente coração, um temperamento afetuoso e sentimentos fortes; mas sabia como governá-los. Isso era algo que a mãe ainda tinha que aprender e que uma das irmãs resolvera que jamais lhe seria ensinado".

Logo quando iniciamos a leitura notamos que a historia conta sobre as damas da família Dashwood. A Sra. Dashwood teve três filhas: Elinor, Marianne e Margareth. Tambem percebemos que a historia se baseia nas duas  irmãs mais velhas. O leitor de cara, percebe as personalidades fortes das personagens principais, podemos comparar a Elionor com a razão e a Marianne com a sensibilidade.

A historia se inicia...

Quando o Sr. Dashwood esta no seu leito de morte, ele pede ao seu filho mais velho (do primeiro casamento) que cuide da sua madrasta e das três irmãs. O Sr. John Dashwood pensa em dar uma pensão anual a cada uma das irmãs, para poder ajudar elas mas ele é logo repreendido pela sua esposa. Com uma fortuna bem reduzida as damas mudam para o interior, la elas passam a viver de uma forma mais simples e sem oportunidades, eu diria que é nesse momento que as aventuras começam a surgir na vida das damas.

"Às vezes somos guiados pelo que dizemos de nós mesmos e com muita frequência pelo que outras pessoas dizem de nós, sem que paremos para refletir e julgar."

Um livro repleto de aventuras e romances, brigas e a realidade das dificuldades das mulheres naquela epoca, sem duvida nenhuma é um livro que voce pode tirar varias liçoes, o final acabou me deixando bem pensativa, mas foi uma historia que gostei de ter lido.

Claro que não é meu livro preferido da Jane, mas eu acabei gostando da historia, as vezes ficava um pouco confusa com os nomes dos personagens, mas isso foi bem rapido hehe No livro podemos comparar a mulher como uma fênix, em meio a tantos problemas e confusoes, elas renasciam da sua propria cinza e monstravam o quanto eram fortes, os personagens me chamaram bastante atençao, principalmente as irmas que eram o oposto uma da outra.

A Editora Martin Claret soube outra vez supreender os leitores com essa ediçao linda, sou suspeita pra falar mais o livro acabou se tornando o xodo da estante.

Eu recomendaria esse livro pra pessoas que gostam de romances antigos e historias tambem, o leitor precisa ter bastante paciencia, o livro no começo pode parecer meio chato, mas ao chegar no final voce notara que valeu super a pena terminar a leitura.

Editora: Martin Claret / Gênero: Romance/  Ano: 2010/ Páginas: 233

Sinopse:

Este romance concentra sua narrativa nas idílicas tramas de amor e desilusão em que duas belas irmãs inglesas se envolvem - Elinor e Marianne Dashwood - quando chega a idade do casamento. À procura do amor verdadeiro, as filhas órfãs de uma família pertencente à pequena nobreza enfrentam o mundo repleto de interesses e intrigas da alta aristocracia. Marianne e Elinor representam polos opostos do universo ético de Austen - enquanto Marianne é romântica, musical e dada a rompantes de espontaneidade, Elinor é a encarnação da prudência e do decoro.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Razão e Sensibilidade - Jane Austen

Enviando Comentário Fechar :/