[O VERMELHO E O NEGRO – STENDHAL]

O VERMELHO E O NEGRO – STENDHAL

"É preciso renunciar a tudo isso, disse ele a si mesmo, "mas não me rebaixar a comer com os domésticos. O meu pai vai querer me obrigar; melhor morrer.”

Julien Sorel vivia com seu pai e seus irmãos em um distrito na França e desde cedo era evidente o ódio que seus familiares sentiam por ele. Seus irmãos acabaram seguindo a profissão do pai, mas Julien não sentia vontade de seguir pelo mesmo caminho, ele possuía outros interesses em sua vida.

Ele tinha aulas com um vigário da região e isso era algo que o agradava bastante, pois de certa forma ele tinha interesse nesses assuntos e com isso acabava tendo mais conhecimento das coisas. Sua ambição o levou longe a ponto de ir trabalhar com o prefeito, o que era algo muito gratificante.

Os Rênal o acolheram como um filho, em pouco tempo ele já havia sua fama na cidade como um homem de respeito que acabou ganhando a própria confiança do prefeito, algo que era de uma proeza e tanto naquela época. Com o tempo a inveja dos seus irmãos foi falando mais alto e certo dia eles acabaram dando uma surra em Julien o que fez ele mudar completamente, mas como essa mudança poderia ter interferido em sua vida?! O que ele fez pra mudar as coisas em sua volta?!

“Os objetos têm uma escala, digam o que quiserem, em que o coração humano ocupa o primeiro lugar.”

Essa foi uma das minhas leituras mais difíceis até o momento. “O Vermelho e o Negro” é um livro tão completo e detalhado que em alguns momentos é possível ficar completamente em choque, sem saber o que fazer ou como a história poderá te surpreender novamente. Por incrível que pareça a narrativa do livro se parece com uma “bibliografia” o que nos faz ficar mais curiosos em relação a história.

O nosso protagonista se parece com várias pessoas que já se passaram na minha, na sua ou na vida de qualquer um, ele é um jovem que possui um sonho mas que infelizmente a família não apoia e acha mais prático o rejeitar, com isso vem os maus tratos físicos e psicológicos, infelizmente isso acaba influenciando um pouco na sua vida e na vida das pessoas que convivem com ele.

Temos outros personagens que acabam fazendo a história ficar cada vez melhor, um romance acaba surgindo no decorrer da história e confesso que vai deixar muita gente de queixo caído. O livro também vai apontar algumas questões políticas que acabam sendo bastante interessantes, no decorrer da história a admiração de Julien por Napoleão Bonaparte acaba fazendo com que o leitor tenha mais conhecimento sobre a vida desse líder francês.

“Quando passamos de um sentimento a outro ordinariamente, é sem saber por quê, e pelas causas mais frívolas; a alma é cambiante, e o próprio homem dez vezes por dia se desmente e se desconhece.”

É um livro que demorei alguns meses para concluir a leitura e confesso que me arrependo de não ter lido antes, acabou superando minhas expectativas e os comentários que já havia escutado sobre ele. O final me deixou bastante chocada pois não imaginava que a história poderia seguir por esse rumo, então isso acabou sendo outro ponto positivo. Sobre a diagramação a Martin Claret outra vez acabou superando como sempre, a lombada do livro é minha preferida e dá um destaque lindo na estante.

Para vocês que gostam de clássicos eu indico “O Vermelho e o Negro” pois sei que ele vai ser capaz de deixar vocês completamente sem folego, assim como fez comigo!

O VERMELHO E O NEGRO – STENDHAL

O VERMELHO E O NEGRO – STENDHAL

 

Autor: Stendhal / Editora: Martin Claret / Páginas: 512 

SINOPSE:

Stendhal, pseudônimo de Marie-Henri Beyle, torna-se um escritor de cunho realista a fim de expressar seu mal-estar diante do mundo pós-napoleônico. “O Vermelho e o Negro”, publicado em 1830, é um romance histórico e psicológico que se passa na França, durante a Restauração. Dividido em duas partes, a primeira nos apresenta Julien Sorel, um jovem imprevisível e ambicioso que vive na pequena cidade de Verrières. A segunda parte narra a vida de Sorel em Paris. Com personagens intrigantes e enigmáticos, Stendhal nos revela as condições econômicas, a situação política e a estratificação social desse período francês.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Estudante de Direito e nas horas vagas Escritora. As vezes tão lenta pra raciocinar, mas cá entre nós, quando acontece isso coloco a culpa no signo né?! Pisciana, então já viu. A unica coisa que faz sentido, são os livros e deles não quero me afastar nunca. Seja bem vindo (a) ao meu cantinho e se sinta em casa.

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para O VERMELHO E O NEGRO – STENDHAL

Enviando Comentário Fechar :/