[O Lado Bom da Vida]

O Lado Bom da Vida

"Você precisa saber que são suas ações que fazem de você uma pessoa boa, não sua vontade."


O lado bom da vida é narrado por Pat Peoples, ele não se lembra de praticamente nada do seu passado e não faz a mínima idéia do que aconteceu, para ter parado em um hospital psiquiátrico.

Pat é um personagem doce, otimista, fofo e pra ele não existe nada que possa ser negativo, tirando que ele é um amor de pessoa, ele também é bipolar e conforme seu humor muda o livro fica um pouco confuso, mais nada que estrague a leitura aliás isso que faz o livro ser maravilhoso.

Como ele ficou 4 anos no hospital psiquiátrico ele não faz idéia de como o mundo está, ele não faz se quer idéia de quanto tempo ficou la dentro.

E assim que sua mãe consegue tirar ele de lá, ele se ocupa com exercícios físicos (porque ele é obcecado) pra ficar sarado para sua ex esposa, porque pensa que ela vai voltar pra ele quando o "tempo separado dela" terminar.
(Na verdade tem uma ordem judicial que impede dele se aproximar dela, mais ele não o porque.)

"Você precisa fazer tudo o que pode e, se se manter positivo, você terá uma chance."

Conforme o decorrer da história ele conhece Tiffany uma garota muito doida, divertida e ao mesmo tempo engraçada.
Os dois acabam tendo uma amizade um pouco confusa, ja que na verdade um se aproxima do outro só pra trocarem favores. 

Pat e Tiffany são opostos um do outro, mas no decorrer da história acaba surgindo uma ligação entre eles, o que acaba unindo os dois.

Os pais de Pat são legais a mãe dele é um amor, ja o pai e o irmão são obcecados por futebol e isso os faz aproximar de Pat.
Tiffany gosta do mundo da dança e também as vezes costuma praticar exercícios com Pat.

"A vida raramente te dá momentos como esse, e é um pecado não aproveitá-los."

A relação dos dois é bem interessante porque eles acabam construindo um elo entre eles, um ajudando o outro sempre.
Quando Pat descobre todo seu passado Tiffany o ajuda muito, mesmo do seu jeito maluco ela não deixa ele sozinho.

O final do livro é surpreendente você acaba se encantando com a história, e ao perceber o rumo que ela tomou você se sente na pele dos personagens e a emoção que eles passaram.

Diria que o final não foi feliz da forma que Pat imaginava, mas foi o melhor desfecho que poderia ter acontecido na vida dele e de Tiffany.

O livro é completamente confuso no começo mas quando você realmente entende a história, você se sente parte daquilo e acaba sentindo tudo o que se passa com eles.

O lado bom da vida é um livro maravilhoso, tornou se um dos meus preferidos, a partir do momento que o leitor entende a mensagem que o livro trás, você acaba trazendo pra si mesmo lições de vida; a forma cativante que o personagem Pat descreve sua vida, me fez refletir bastante coisas.

Não posso esquecer que o trabalho da Editora Intrínseca ficou um máximo, as folhas do livro são amarelas e a letra do tamanho certo para se ler, a capa ficou um amor sou completamente apaixonada por ela.

"O mundo vai quebrar o seu coração de 10 formas diferentes até o Domingo. Isso é garantido. Não dá para explicar isso. Ou as loucuras dentro de mim e de todo mundo. Mas adivinhe? Domingo é o meu dia preferido de novo. Eu penso no que todos fizeram comigo, e eu me sinto um cara muito sortudo."

Lembrando também que O Lado Bom da Vida, já virou filme alguém já chegou a ver?! Na minha opinião o livro e o filme são completamente iguais, mudaram pouca coisa, nada que estragasse a história pelo contrário deu pra torná lá um pouco mais legal, mas como sempre eu indico vocês a lerem e depois assistir ao filme, pra vocês tirarem sua própria conclusão.

Espero que se encantem e se apaixonem por esse livro que me ensinou diversas lições, não desistem da leitura pois podem estar perdendo um ótimo livro, que Pat possa colocar um pouco de loucura na vida de vocês, e como ele mesmo diz: EXCELSIOR.

 

Sinopse:

Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para O Lado Bom da Vida

Enviando Comentário Fechar :/