[Nazistas entre nós - Marcos Guterman]

Nazistas entre nós - Marcos Guterman

“Nos três primeiros anos depois da guerra, enquanto 7 milhões de pessoas lutavam para conseguir retomar suas vidas em algum país que as acolhesse, os Estados Unidos emitiram 40 mil vistos, mas negaram sistematicamente a entrada para judeus que haviam escapado do Holocausto, enquanto ao menos 10 mil nazistas receberam status de refugiados de guerra e puderam entrar.”

O que foi feito com alguns dos “vilões” que fizeram parte do Nazismo? Qual o paradeiro deles? Por incrível que pareça, alguns pararam aqui na América do Sul, mas será que tiveram o merecido julgamento por tudo o que causaram? Com ajuda uma boa parte conseguiu levar uma vida melhor e confortável, já outros não tiveram o mesmo destino.

Neste livro conheceremos seis pessoas que não são as mais “amáveis” do mundo, mas que de alguma forma acabaram tendo uma vida melhor, o que acabou me deixando bastante revoltada em algumas paginas.

O livro nos mostra o que eles fizeram e como o “destino” foi tão bom com ambos.

Klaus Barbie, Josef Mengele, Albert Speer, Franz Stangl e Gustav Waganer, Adolf Eichmann esses são os nomes que iremos conhecer melhor neste livro.

Vou contar um pouquinho sobre o que podem encontrar:

Vocês já ouviram falar do “Açougueiro de Lyon”?! Alias melhor chamar pelo nome né?! O Klaus Barbie era o responsável pelas técnicas mais terríveis de torturas, assim imaginamos quantas pessoas sofreram nas mãos dele né? Após a guerra, ele se instalou em Bolívia, reconstruiu sua vida e a quem diga que tinha “a consciência tranqüila” a respeito de tudo que fez.

Já o nosso “Anjo da Morte”, ou melhor, Josef Mengele, responsável pela seleção das pessoas que iriam morrer ou que seriam enviadas para o trabalho forçado, com a ajuda de algumas pessoas veio para o Brasil, e como não houve provas suficientes para prendê-lo, acabou morrendo em paz em SP.

Esses são apenas alguns dos relatos que encontramos neste livro e já vou logo avisando que em cada pagina vocês vão se surpreender bastante. Em “Nazistas entre nós” vocês vão conhecer pessoas que infelizmente se saíram bem e apesar de tudo o que aconteceu tiveram um final melhor do que poderíamos imaginar.

Pra quem gosta de livros desses gêneros, sem duvida nenhuma este é o melhor que conheci até hoje. A leitura vale muito à pena e o quanto que aprendemos com tudo o que aconteceu, acaba compensando ainda mais o trabalho desta obra.

 

Páginas: 192 /Autor: Marcos Guterman / Editora: Contexto

Sinopse:

Os nazistas, responsáveis pelo Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial, foram exemplarmente punidos após a derrota alemã, certo? Não foi bem assim. Muitos desses carrascos desfrutaram o resto da vida em liberdade, em vários cantos do planeta, como se fossem parte da mesma sociedade civilizada que eles tanto se esforçaram em destruir. Eram vistos como vizinhos pacatos, cidadãos de bem. E isso só foi possível porque, aos olhos de muita gente, o “passado” deveria ficar no “passado”. É essa história de impunidade que o historiador e jornalista Marcos Guterman conta.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Nazistas entre nós - Marcos Guterman

Enviando Comentário Fechar :/