[Dia cinza]

Dia cinza

Entre as dificuldades corriqueiras do dia a dia, surgem outras que são verdadeiros monstros. Desafios tão grandes que tiram a energia e afastam o sol; acabam com o sentido e convertem alegria. Não é fácil, e tudo bem. Tudo bem gritar, chorar, parar, explodir. Seu modo de expressar as dificuldades te torna humano. Ninguém tem uma vida perfeita, sem imprevistos, sem defeitos, somente de vitórias. Não fomos programados para isso, e tudo bem.
Por sempre exigir muito, o melhor, acabamos ficando insatisfeitos com o resultado final, isso pode se justificar com ansiedade, falta de tempo, nervosismo, e tantas outras coias... Mas é assim, é normal.
Seguir pode ser um desafio, pois a vontade de desistir talvez seja maior que a força pra tentar novamente.
Mesmo que doa, seja difícil, não é impossível. O sol chega e vai, todo dia, e entre essa constante transição, talvez seja a hora de reconhecer que a montanha é alta, mas ainda existem maneiras de chegar no topo. Saber seus próprios limites e reconhecer as dificuldades é saudável, mas permitir-se manter em uma zona de conforto, a qual só se nutre negatividade, é como dar fim á possibilidade de melhora da situação.
Quando doer sinta, e seja capaz de passar por tudo isso firme, até que a dor passe e a força te auxilie a colocar tudo no lugar. Saiba controlar seus pensamentos, suas atitudes e assim, terá domínio de tudo. Seja forte, corajoso, e se cair, levante novamente, quantas vezes for preciso.

Conheça o(a) Autor(a)

[Natália]
Natália Camargo

Uma série de versões em uma mesma menina-mulher, mais bem definida como uma criança que cresceu, vivendo as aventuras e desventuras do cotidiano sobre um ângulo singular.

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Dia cinza

Enviando Comentário Fechar :/