[Casulos - Ricardo Mesquita]

Casulos - Ricardo Mesquita

Casulos - Ricardo Mesquita

 

“Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada.”

No livro conhecemos a história de Adam, que em certo dia acaba acordando dentro de um Casulo no fundo de um rio, ele não tem ideia e nem lembranças de como foi parar lá. Quando Adam consegue sair de dentro do Casulo, ao chegar em terra firme ele percebe que a cidade está completamente abandonada, depois de alguns minutos vasculhando e percebendo o caos em sua volta, um lapso de memória surge e ele tem certeza de que existe mais pessoas presos em casulos. Chegando no rio ele consegue tirar outro casulo e quando a pessoa consegue sair de dentro, ele aparentemente se lembra de Adam, mais recusa dar informações a respeito daquilo.

Adam de repente se apaga, o que acaba sendo estranho pois nesses apagões ele se vê em um lugar completamente diferente, onde não consegue se lembrar exatamente o motivo de estar ali “internado” e não conseguir movimentar o seu corpo. Nisso ele acaba se encontrando no “mundo do hospital” um lugar onde as pessoas parecem esconder segredos, deixando-o mais confuso. Lá acaba se encontrando com o Roger e adivinhem quem é esse? O mesmo cara que Adam salvou e tirou de dentro do casulo.

A história vai se alternando entre esses dois mundos: o "mundo dos casulos" e o "mundo do hospital". No decorrer da história ficamos completamente ansiosos a fim de saber exatamente o motivo de Adam estar “preso” nesses dois mundos. O interessante é que o próprio personagem acaba se sentindo preso em algum sonho e isso faz com que o leitor acredite que seja verdade. Como Roger havia falado que Adam havia sofrido um acidente e que fazia um tempo que estava em coma, o leitor acaba realmente acreditando que essas mudanças de cenários pode ser algum problema que o personagem adquiriu com o acidente.

“Será que esse sono é efeito da substância que injetaram em mim?”

No decorrer da história as máscaras de cada personagem vão caindo e isso faz com que o leitor fique mais ciente do que exatamente está acontecendo, nisso uma dúvida acaba surgindo, esses apagões de Adam seriam realmente por causa do acidente? Quem garante que esses dois mundos realmente não existem? De uma coisa tenho certeza, Roger não é tão bonzinho quanto aparentava ser.

Apesar de ser um livro bem pequeno a história nos leva para um mundo completamente diferente do que estamos acostumados, eu confesso que fiquei totalmente curiosa do inicio ao fim, o Ricardo conseguiu dar detalhes tão importantes que era impossível largar o livro por algum minuto. A narrativa acaba surpreendendo o leitor, que não consegue ter noção do que pode acontecer nas próximas páginas. Cada personagem nos leva a imaginar que aqueles dois mundos podem sim existir.

Ação, mistério, suspense e uma pitada de romance, eu poderia descrever Casulos dessa forma, achei incrível o jeito que Ricardo desenvolveu a narrativa, os personagens e os cenários, ele conseguiu encaixar tudo de forma no qual o leitor se sentisse em um filme, o único ponto negativo é que o livro acaba em uma cena totalmente incrível, impossível não ficar ansiosa com a continuação. A diagramação do livro está ótima e a capa mostra a realidade da história, se vocês curtem o gênero “Ficção Cientifica”, não podem deixar de conhecer o livro Casulos.

Ricardo muito obrigada pela parceria, saiba que pode contar sempre com a Equipe do Contos Literários e tenha certeza que você vai longe com o seu talento e com os seus livros.

 

Autor: Ricardo Mesquita / Páginas: 152 / Editora: Lura

Sinopse:

Um homem sem lembranças concretas de si mesmo e de seu passado acorda num casulo gelatinoso de cor âmbar. Ao mesmo tempo que tenta sobreviver num mundo deteriorado e, aparentemente, sem ninguém, busca também por respostas sobre si mesmo e sobre o que aconteceu. Acordando sempre no primeiro raiar de sol e dormindo sempre na alvorada, Adam divide o seu dia alternando entre o “Mundo dos Casulos” e o “Mundo do Hospital”. Pouco a
pouco, descobre o que de fato está acontecendo consigo e com as outras pessoas ao redor.

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Casulos - Ricardo Mesquita

Enviando Comentário Fechar :/