[Atormentada - Jeannine Garsee]

Atormentada - Jeannine Garsee

 

“Mas às vezes aquelas mesmas dúvidas de sempre me assaltam e eu me pergunto: se eu vivo o tempo todo entorpecida, estou vivendo de fato? Talvez eu quisesse chorar ou assistir a um filme triste ou porque alguém feriu meus sentimentos.
(…) Talvez não ouvir nem sentir as coisas como as outras pessoas seja mais enlouquecedor do que ouvir e sentir coisas que as outras pessoas não sentem.”

Neste livro conheceremos Corinne, ou melhor, a Rinn, uma garota que já passou por muitos problemas e pra piorar sofre de transtorno de bipolaridade, depois de alguns problemas pessoais ela acabou se mudando para a cidade de onde sua mãe cresceu e confesso que a mudança das duas trouxe vários mistérios. Chegando a cidade, ela já percebe um clima pesado e a sua chegada ao Colégio River Hills vem repleto de grandes surpresas.

A história é narrada em primeira pessoa e eu diria que com isso temos mais noção do que acontece com a Rinn, o livro é repleto de frases irônicas e sarcásticas, então em alguns momentos é possível até concordar com os pensamentos da personagem. Por mais que seja um livro que vai abordar uma personagem com transtorno bipolar, por incrível que pareça o livro não se torna aquela coisa pesada ou chata de se entender, pelo contrário, é um livro leve, repleto de personagens marcantes, que consegue prender o leitor até o final da história.

Algo que me chamou atenção foi que, o livro não vai somente focar na doença, pelo contrário, é possível sim, saber que a personagem tem sua bipolaridade, por seus sintomas que ela demonstra no decorrer da história e algumas das atitudes que ela acaba tendo. O engraçado que no decorrer da história uma dúvida vai surgindo, será que tudo aquilo que está acontecendo realmente seria real? Ou coisa da cabeça dela? Até mesmo a personagem aparenta demonstrar esta dúvida.

“Mais uma vez em fila, subo até o terceiro andar quase sem fôlego. Meus remédios fazem isso comigo por volta das duas horas da tarde todos os dias, e essa é uma das razões que me fazem detestar tomá los.
Um antidepressivo.
Um estabilizador do humor.
Um antipsicótico suave.
Rivotril, um calmante para evitar ataques de pânico.
Ah, e pílulas anticoncepcionais, para que eu não surpreenda a minha mãe com um netinho vítima de má formação. Não que eu faça muito sexo ultimamente. Ou que eu faça algum.”

 

Em minha opinião foi uma das leituras que realmente me deixou 100% curiosa, a forma que a autora vai se desenrolando a história deixa o leitor querendo o tempo todo decifrar os mistérios. E por mais que teve comentários de que o final não agradou alguns leitores, eu realmente fiquei muito satisfeita, pra mim foi um final que acabou de uma forma surpreendente. O enredo dessa história vai mexer com vocês, tem alguns personagens que vão te arrancar diversas gargalhadas, outros terão o prazer de te fazer raiva, já uns vão te conquistar do inicio ao fim.

Foi uma leitura muito leve e rápida, que me cativou de uma forma que eu não imaginava. Algo que me deixou surpresa é que até pensei que o livro fosse ser perturbador, que me deixaria noites sem dormir, mas pelo contrário, foi um livro calmo e bem gostoso de ler. Pra quem gosta de suspense com uma pitada de sobrenatural, este sem dúvidas é o livro perfeito para se conhecer.

Autor: Jeannine Garsee / Editora: Jangada / Número de Páginas: 368

SINOPSE:

Rinn Jacobs tem seus segredos.
Primeiro, ela é bipolar. Segundo, provocou a morte da avó.
Depois de uma tentativa de suicídio e da separação dos pais, ela deixa a Califórnia com a mãe para morar na cidadezinha onde esta foi criada.
Tomando medicação e com o transtorno bipolar sob controle, Rinn tem esperança de recomeçar sua vida, até descobrir que a moradora anterior da casa que alugaram se enforcou ali.
Mas Rinn se recusa a ser intimidada por isso ou pelo fato de seus colegas acreditarem que a piscina da escola é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos
antes.
Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus novos amigos e não a ela, Rinn promete a si mesma que vai descobrir por que não pode ser “atingida” pelo espírito de Annaliese… ou se Annaliese existe mesmo.
Com a ajuda de Nate, o garoto por quem ela se apaixona, Rinn elabora um plano perigoso para descobrir a verdade. Logo, realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las.
Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade.
De quem ela tem mais medo? De Annaliese? Ou dela mesma?

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Atormentada - Jeannine Garsee

Enviando Comentário Fechar :/