[A Fênix - A chave para a eternidade]

A Fênix - A chave para a eternidade

"Pesadelos atormentam meu subconsciente a me tornar uma pessoa frívola e inócua".

Confesso que de todos os livros que eu já li e tive a oportunidade de fazer resenha, "A fênix - A chave para a eternidade" foi o mais difícil até hoje, é um livro que contém bastante informações e em alguns capítulos me senti em um filme no estilo de "Divergente", "A 5° onda" e até mesmo passou algumas séries na minha cabeça, esse livro é daquele estilo que te deixa com o gostinho de quero mais. Então tentarei ser mais breve o possível e quando forem ler, sintam essa emoção, suspense e adrenalina que eu senti lendo "A fênix - A chave para a eternidade".

"Oh, Angie. Como o amor pode doer tanto e ao mesmo tempo ser nosso ar?!"

O livro é narrado por Angeline e Hector, em cada capítulo os dois contam um pouco sobre a história, o que separa a narração dos dois são um fuzil desenhado no livro, o que acaba tornando a leitura mais detalhada e fácil de compreender.

Quando Angeline era mais nova aconteceu uma Guerra Nuclear e tudo a sua volta mudou, principalmente sua vida. Mortes, rebeliões e pessoas amedrontadas surgirão e o governo insistia dizendo que era a "Paz Mundial".

Seus pais para proteger ela e seu irmão mais novo, deixaram eles serem levados pelo "Governo" que protegeriam vários jovens, com intuito de que eles mudariam o mundo.

"Todo novo começo precisa de um Gran finale".

Como o Governo queria bastante uma sociedade perfeita, eles tiveram uma ideia de fazer um teste, no qual os melhores e mais fortes jovens passariam e ajudariam eles a fazer uma "Nova Terra", (já que eles achavam que o "Planeta Terra" era um lugar infectado).

Angeline tinha um sonho de sair do lugar que vivia e estava sendo treinada, (ficava kms debaixo da Terra), por isso ela queria e precisava muito passar para a 1° Ordem e para isso ela não podia confiar em ninguém.

E nesse momento que os caminhos de Hector e Angeline se cruzam, os dois são completamente o oposto um do outro, a momentos que os dois chegam a se odiar, mas uma atração começa a surgir e você se pergunta "Será que Hector é uma pessoa confiável?!" ou "Será que um romance entre os dois podem surgir?!"

"O mais engraçado é pensar que: se eram só hologramas, porque estávamos tão machucados?!"

Não podemos esquecer dos "Magnas" que tem um papel bem importante no livro, confesso que a Stephanie Lima simplesmente arrasou do começo ao fim nesse livro, eu fico imaginando o que podemos esperar da continuação "A Fênix - A chave do abismo".

Não encontrei nenhum ponto negativo no livro, acho que a Stephanie foi bem detalhista e com as informações que ela passou, o livro acabou se tornando surpreendente, então você acaba se apegando a todos os personagens e aos fatos, para no final você ficar imaginando a história em uma tela de cinema.

O livro em si é muito bonito e tem um charme a mais, a Editora Angel conseguiu arrasar com o design, a capa consegue transmitir o que a história conta, as folhas são decoradas e o livro contém uma dedicatória muito fofa.

É um livro que eu recomendo e peço para ter muita paciência, pois vai exigir bastante da sua concentração, ele acabou se tornando um dos meus favoritos e espero que gostem também.

Já a Stephanie eu agradeço muito pela parceria e pelo carinho, espero que a continuação já esteja a caminho viu?! Haha Muito obrigada pela confiança.

"Coisa que não consegui fazer, pois meu corpo estava petrificado".

 

Sinopse:

"A Fênix é uma história de fantasia e ficção sobre uma visão pós-apocalíptica. Tempos antes de uma guerra que devastou o planeta acontecer, jovens foram selecionados e enviados a um Bunker. Longe de suas famílias e com o auxílio da tecnologia, uma elite foi formada. Quando a guerra se alastrou, derrubando tudo a sua frente, esses jovens se viram sozinhos e logo seu maior desejo era Vingança. Sempre em busca de ingressar na 1ª Ordem, Angie e Hector se destacam em provas de resistência e combate, disputando também a vaga de Capitão ou Capitã ofertada para a Elite, cuja missão será eliminar os Parrecis (assassinos brutais criados em laboratórios) para que enfim, os Magnas possam iniciar a criação da Phoenix (uma única nação feita por sobreviventes). O casal, que divide a narração, descobre como amor e ódio podem ser sentimentos ao mesmo tempo tão distintos e tão próximos. Além de enfrentar os problemas da idade, os jovens precisarão ter sangue frio para encarar o que os aguarda do lado de fora do Bunker. Dividido em duas obras: A Fênix – A Chave para a Eternidade e A Fênix – A Chave do Abismo, a trama conta a história de um casal apaixonado e como a genética transformará mitos em realidade. “Nossos instintos são perigosos. Em nossas veias corre vingança. Fomos treinados para sobreviver. Somos a esperança da humanidade. Ressurgimos das cinzas para a Glória.”

Conheça o(a) Autor(a)

[Paloma]
Paloma Isabele

Pisciana, Estudante de Direito e Completamente apaixonada pelos livros. Uma frase que resumi toda essa loucura que chamamos de vida é "Nada é tão nosso, quanto nossos sonhos".

Veja Alguns Posts Relacionados

Comentários

Olá, deixe seu comentário para A Fênix - A chave para a eternidade

Enviando Comentário Fechar :/